terça-feira, 31 de julho de 2012

Nova Ranger, New Fiesta e Focus: Ford traz sua nova geração de veículos para a segurança pública


Ford Focus preparado para aplicação policial é da versão Sedan com motor Sigma 1.6 16V Flex

A Ford vai demonstrar a versatilidade de seus modelos de nova geração para uso em serviços de segurança pública: a recém-lançada Nova Ranger, o New Fiesta e o Focus. Apresentados em versão policial, os veículos Ford estarão expostos na Interseg 2012, Feira Internacional de Tecnologia, Serviços e Produtos para Segurança Pública, de 22 a 24 de julho em São Paulo. 


sistema embarcado que verifica ocorrências e irregularidades
em veículos automaticamente por meio de leitura inteligente
de placas mesmo com o veículo em movimento
O objetivo da Ford é trazer veículos modernos, atuais e eficientes em desempenho e economia de combustível para aplicações que exigem respeito, presença e rapidez de intervenção. A Nova Ranger que está chegando agora ao mercado é um dos grandes exemplos desta nova proposta.


Picape global, ela oferece o conjunto mais moderno e robusto da categoria com inovações no design, no desempenho e na tecnologia. As suas motorizações diesel ou flex ampliam as opções para as frotas públicas.


Também estão na feira do Transamérica Expo Center de São Paulo os modelos New Fiesta Hatch, New Fiesta Sedan e Focus Sedan. Todos vêm com equipamentos de última geração para o serviço de segurança pública.


Serviço público
A Ford tem registrado uma boa participação na venda de veículos para os órgãos ligados à Segurança Pública e Militar. A Polícia Civil do Estado de São Paulo, a Polícia Militar e Civil do Estado de Santa Catarina e a Polícia Federal estão entre eles. As vendas totais da marca ao governo cresceram 36% no primeiro semestre deste ano em comparação com 2011.


“Com a proximidade dos grandes eventos esportivos no Brasil e os altos investimentos planejados no setor, esperamos aumentar consideravelmente nossa participação nesse mercado. A Interseg é a oportunidade ideal para a apresentação de novos produtos e tecnologias, como a Nova Ranger”, diz Ricardo Permagnani dos Santos, coordenador de Vendas ao Governo da Ford.


Nova Ranger Polícia
A Nova Ranger exposta, na versão XL cabine dupla exclusiva para frotistas, tem motor 2.2 Diesel Duratorq, transmissão manual de seis velocidades e tração 4x4. Com comprimento total de 5.351 mm, tem capacidade para transportar 1.125 kg de carga e se destaca pela robustez e resistência para enfrentar qualquer terreno. Por exemplo, é a única da categoria com capacidade para transpor áreas alagadas com até 800 mm de profundidade. O seu tanque de combustível de 80 litros garante uma autonomia de mais de 1.000 km. 


Ela leva cinco pessoas com conforto na cabine e já vem equipada com ar-condicionado, duplo airbag, travas elétricas, alarme, computador de bordo com sete funções, diferencial traseiro blocante, freios ABS com EBD e protetores de cárter, da caixa de transferência e do tanque de combustível.


New Fiesta Policial Patrulheiro
O New Fiesta é apresentado em duas versões, Hatch e Sedan, para uso policial. Ambas são equipadas com motor Sigma 1.6 16V Flex, que desenvolve 115 cv com etanol e 110 cv com gasolina, e transmissão manual de cinco velocidades.


O compacto premium da Ford oferece agilidade no design e no desempenho, com direção elétrica e outras tecnologias avançadas, que incluem o sistema multimídia SYNC com conexão para celular e comandos de voz. Airbag duplo, ar-condidionado, faróis de neblina e rodas de liga leve são outros equipamentos.


Focus Sedan Policial
O Ford Focus preparado para aplicação policial é da versão Sedan com motor Sigma 1.6 16V Flex e transmissão manual de cinco velocidades. Reconhecido como o melhor carro médio em dirigibilidade, oferece porta-malas de 526 litros e tem tanque de combustível de 55 litros.


Vem equipado com ar-condicionado, airbag duplo, freios ABS, travas elétricas com comando remoto, CD-player/MP3 com entrada auxiliar, computador de bordo, porta-luvas climatizado, rodas de liga leve de 16 polegadas e faróis de neblina.


Fonte: Imprensa Ford




sábado, 28 de julho de 2012

Fiat atualiza design da carroceria do Punto


Com nova frente, hatchback ficou mais moderno para concorrer no mercado
Helder Lima

As principais mudanças do Fiat Punto 2013, que foi apresentado na semana passada, privilegiam suas extremidades, que receberam novo desenho em ambos os parachoques (que variam de acordo com cada versão), e novos blocos óticos e lanternas com LED.

Faróis, parachoques e lanternas têm novo estilo
Um dos destaques da linha 2013 é também a remodelagem do interior do veículo. Com soluções exclusivas e modernas, ele conta com elementos mais fluidos e arredondados, e com maior nível de detalhes.

O carro também oferece alguns avanços tecnológicos, como o sistema de segurança ESS (sinalizador de frenagem de emergência) e iluminação de luzes de posição na lanterna por LEDs.

Na traseira, as lanternas ganharam tecnologia de lâmpadas LED
Sob o capô o carro pode trazer os motores 1.6 16V E.torQ, 1.8 16V E.torQ e 1.4 16V Turbo, que já faziam parte da linha, que agora passa a incorporar o motor Fire EVO 1.4.

Interior da versão T-Jet: borboletas no volante para mudar marchas
O novo motor 1.4 equipa a versão Attractive. Ele tem 85 cv de potência a 5.750 rpm e torque máximo de 12,4 kgfm a 3.500 rpm quando abastecido com gasolina; e 88 cv a 5.750 rpm e torque máximo de 12,5 kgfm a 3.500 rpm quando abastecido com etanol. Seu projeto moderno incorpora o comando de válvulas CVCP - Continuously Variable Cam Phaser, ou comando com fase continuamente variável.

Esse motor se caracteriza também pela economia e bom desempenho, e parte disso deve-se ao CVCP, que permite uma variação inteligente de até 50° na fase entre eixo-comando de válvulas e virabrequim.

Punto T-Jet  vem com motor 1.4 16V Turbo
Assim, cada regime de funcionamento do motor acontece na fase ideal de eixo-comando, maximizando o torque em baixas rotações e a potência nas altas. Condutos de aspiração e de descarga e a câmara de combustão foram projetados para funcionar em conjunto com o CVCP.

Borboletas no volante para mudar marchas
No caso das versões equipadas com o câmbio automático Dualogic, o carro tem agora a possibilidade de mudanças de marchas por borboletas posicionadas no volante, como alguns modelos concorrentes. Para a versão T-Jet, o novo Punto traz ainda como novidade o seletor DNA - Dinâmico, Normal e Autonomia -, que permite ao motorista escolher o modo de condução.

Texturas e tecidos caracterizam cada versão
No interior do Punto, os painéis foram redesenhados e têm revestimento, texturas, tecidos e cores que caracterizam cada versão: Attractive 1.4 (Azul Folkstone), Essence 1.6 (Cinza Stell), Essence 1.6 com Kit Emotion (Bege Silver Birch), Sporting 1.8 (Nero Carbon) e T-Jet (varia conforme a cor externa). 

Nos quadros de instrumentos as novas serigrafias variam de acordo com as versões, e são exclusivas para cada uma. O check de ponteiros dos marcadores (velocidade e conta-giros) também é novidade. Ao girar a chave de ignição os ponteiros procedem a um movimento que verifica se estão com funcionamento adequado e, também, para dar a saudação “Welcome Moving” ao motorista. A iluminação do quadro de instrumentos acende e se apaga gradativamente, acompanhando o movimento dos ponteiros.

Citroën cria nova geração do C3 para o País


Frente é o destaque da nova geração do C3: entradas de ar modificadas e faróis em formato bumerangue
Helder Lima


A Citroën revelou a nova geração do veículo compacto C3, que começará a ser vendido nas concessionárias da marca em agosto.


O estilo é audacioso, marcado pelos novos parachoques
Desenvolvido e fabricado em Porto Real (RJ), o modelo conta com novo conjunto mecânico: motores, caixas de câmbio, direção, suspensão, freios, rodas e pneus, além de um interior completamente redesenhado.


O interior do compacto ganhou três entradas de ar no centro do painel 
Na nova geração, o carro traz como principal inovação um parabrisa maior, que avança sobre o teto da carroceria e é chamado de ‘Zenith’. Como uma bolha de vidro, o parabrisa permite uma percepção maior da área frontal, aumentando o campo de visão vertical dos passageiros em mais de 80° em relação aos parabrisas convencionais.


Outra inovação, ainda, são lanternas diurnas de LED no parachoque dianteiro, seguindo tendência de veículos de segmentos superiores, que já apresentam esse recurso. 
“Desenvolvemos um estilo moderno com elementos de robustez. O modelo ficou caracterizado por um design equilibrado, com uma pitada de esportividade”, define Thierry Hospitel, diretor de estilo da marca na América Latina. 


O estilo é audacioso, marcado pelos novos parachoques, pela grade pronunciada com o novo chevron da marca e pelos faróis em formado bumerangue. O modelo é rico em detalhes, como os vincos em baixo relevo e os elementos cromados. Destaque também são as novas rodas de liga leve de aro 16, com apliques cromados. 


O interior do C3 apresenta novidades, como as cinco saídas de ar no painel, melhorando o conforto interno. O modelo também apresenta um novo quadro de instrumentos, com luz de cor branca, que chama a atenção por sua modernidade, visibilidade e legibilidade.


Motor 1.6 16V será de nova geração
O Citroën C3 será equipado com motor de 1,5 litro flexível, que fornece 93 cv de potência máxima e 14 kgfm de torque (com etanol). Terá também a opção de um novo motor 1.6 16V Flex de alto desempenho, equipado com tecnologia Flex Start, da Bosch (que elimina o reservatório de gasolina), e comando de válvulas variável (CVVT), atingindo 122 cv de potência e 16 kgfm de torque (com etanol).


Serão duas opções de câmbio: manual de cinco marchas e o câmbio automático com troca sequencial de marchas na coluna de direção através de “Paddles Shifts”, buscando aliar prazer de dirigir e segurança. Com sete opções de cores e ampla lista de equipamentos de série, o C3 será comercializado em três versões de acabamento: Origine, Tendance e Exclusive. A montadora não informou o preço do veículo.


Gol e Voyage adotam PET em bancos e laterais


Gol tem novas tecnologias que o tornam 8% mais econômico do que a versão anterior
Helder Lima


Os tecidos dos bancos e das laterais das portas da nova linha 2013 do Gol e do Voyage agora trazem tecido com PET em sua composição. Ao todo, para forrar todo o interior da cabine, são utilizadas mais de 50 garrafas PET por carro.


Uso de material reciclado no interior ajuda
a diminuir o impacto ambiental do veículo
A Volkswagen também coloca à disposição do cliente o pacote de equipamentos BlueMotion Technology, que faz o Gol e o Voyage consumirem até 8% menos combustível em relação aos seus modelos antecessores. 


Disponível com a motorização 1.0 TEC, essa configuração agrega aos modelos pneus verdes nas medidas 175/70 R14, com menor resistência à rolagem, e indicador digital de consumo instantâneo de combustível (semelhante ao utilizado no Fox BlueMotion).


O pacote BlueMotion Technology para o Novo Gol e para o Novo Voyage contempla ainda indicador digital de marcha ideal a ser utilizada, tecnologia que ajuda a orientar o motorista a dirigir de maneira mais econômica.


Os veículos também saem de fábrica com um recurso chamado Comfort Blinker, que possibilita que o motorista, com um leve toque na alavanca de seta, indique a direção que pretende adotar, sem necessariamente acionar a alavanca de seta completamente. Com esse leve toque, o sistema aciona a seta por três vezes seguidas e indica a intenção de troca de faixa.


Sedã japonês ganha opção de câmbio automático


Tiida concorre no segmento dos sedãs que oferecem boa relação custo-benefício

Helder Lima


O Tiida Sedã 2013 passa a contar com opção de câmbio automático de quatro velocidades, o mesmo utilizado na versão hatch, ampliando a gama para o consumidor. O veículo tem preço de R$ 46.290.


Alavanca de câmbio automático do Nissan Tiida
O Tiida automático conta ainda com o sistema de freios antitravamento (ABS) com controle eletrônico de frenagem (EBD) e assistência de frenagem (BA), cinto de segurança com pré-tensionador e limitador de carga, além das rodas de liga leve aro 15.


O modelo é equipado com motor 1.8 16V com Sistema de Variação Contínua da Fase de Abertura das Válvulas (CVVTCS) e traz itens de série que o tornam opção interessante para o consumidor em sua faixa de preço: abertura e fechamento das portas e acionamento do alarme pelo controle remoto, ar-condicionado, computador de bordo, direção elétrica com assistência variável, retrovisores externos retráteis e com regulagem elétrica e tampa de combustível com abertura interna, entre outros.



quarta-feira, 25 de julho de 2012

Troller apresenta versão policial do T4


Robusto e eficiente no uso off-road, o Troller T4 já pode ser visto em operação em diversas frotas oficiais

O Troller T4 versão policial é uma das novidades da marca do grupo Ford, que mostra todo o potencial desse veículo para diversos tipos de utilização. O modelo será apresentado na Interseg 2012, Feira Internacional de Tecnologia, Serviços e Produtos para Segurança Pública, de 22 a 24 de julho no Transamérica Expo Center, em São Paulo.

A versão vem equipada com protetor metálico nas lanternas traseiras
Robusto e eficiente no uso off-road, o Troller T4 já pode ser visto em operação em diversas frotas oficiais, como Polícia Rodoviária Federal, Aeronáutica, Polícia Militar e Corpo de Bombeiros do Ceará e Guarda Ambiental de São Bernardo do Campo. A sua nova versão policial destina-se a atividades de patrulhamento que exigem resistência e necessidade de enfrentar terrenos de difícil acesso, sem perder as características de rodagem em vias pavimentadas.

Viatura completa
O Troller T4 tem capacidade para rodar em até
800 mm de profundidade na água, com snorkel de série
A versão policial vem equipada com protetor metálico nas lanternas traseiras, quebra-mato dianteiro com suporte para guincho, engate para reboque traseiro, bagageiro metálico, sinalizador visual e strobo com LEDs, sinalizador acústico e rádio VHF. Esses itens se somam à sua ampla lista de equipamentos de série, com direção hidráulica, ar-condicionado, vidros, travas e retrovisores elétricos, santantônio, rodas de alumínio, pneus todo-terreno 255/75 R15 e capota rígida removível. 

O Troller T4 para uso policial tem como base o recém-lançado modelo 2013, com novo motor MWM International MaxxForce 3.2 TGV. Ele utiliza turbina de geometria variável e injeção de combustível a alta pressão para gerar potência de 165 cv e curva de torque ampla em baixas rotações, com pico de 380 Nm. Para atender o padrão de emissões Proconve L6, adota a tecnologia EGR de recirculação dos gases de exaustão, com pós-tratamento por catalisador e filtro de particulados.

Além de contar com tração 4x4, diferencial traseiro autoblocante, roda livre e freio a disco nas quatro rodas, o Troller T4 tem capacidade para rodar em até 800 mm de profundidade na água, com snorkel de série. Sua carroceria fabricada em compósito é resistente a impactos e imune à corrosão. Tem também bancos de vinil e drenos no assoalho que possibilitam a lavagem interna.

Fonte: Imprensa Troller

terça-feira, 24 de julho de 2012

Ford revive a vitória nas 24 horas de Le Mans com o GT40 MK 1 1968


Le Mans ocupa um lugar especial no patrimônio da Ford nas corridas: o seu marco de quatro vitórias
em Le Mans entre 1966 e 1969 ficou celébre como “Os Americanos em Le Mans”

A Ford participou do Le Mans Classic 2012, evento que se tornou imperdível para os fãs do automobilismo nos últimos 10 anos, reunindo mais público que qualquer outra corrida na França. Le Mans ocupa um lugar especial no patrimônio da Ford nas corridas: o seu marco de quatro vitórias em Le Mans entre 1966 e 1969 ficou celébre como “Os Americanos em Le Mans”.


A “Ecurie Ford France” trouxe de volta às pistas um
irretocável Ford GT40 Mk 1 1968 para competir
Este ano, a “Ecurie Ford France” trouxe de volta às pistas um irretocável Ford GT40 Mk 1 1968 para competir no Grid 5, para modelos que participaram das 24 Horas entre 1966 e 1971. Jim Farley, vice-presidente global de Marketing, Vendas e Serviços foi um dos três pilotos do time que dirigiram o GT40 na legendária pista durante o fim de semana. Os outros dois foram jornalistas automotivos franceses.


Focus ST, com motor EcoBoost 2.0 de 253 cv
Além do GT40, a Ford mostrou pela primeira vez na França dois modelos globais de performance atuais: o Focus ST, com motor EcoBoost 2.0 de 253 cv, e o novo Ford Mustang Shelby GT500 2013, com o motor V8 de produção mais potente do mundo, de 671 cv. 


Ford e Le Mans: uma longa história
Shelby GT500 2013, com o motor V8 de
produção mais potente do mundo, de 671 cv
A Ford tem uma relação especial com as 24 Horas de Le Mans desde que correu com um Ford Modelo T Montier na primeira edição da prova, em 1923. A Ford competiu depois com outros carros em Le Mans, mas em 1966 se tornou a primeira marca americana a vencer a corrida. Essa vitória, seguida de outras três em 1967, 1968 e 1969, todas com o GT40, selaram definitivamente a sua ligação com a corrida de resistência mais famosa do mundo.


Em 2004, para a sua primeira participação oficial na Le Mans Classic, a Ford apresentou a versão moderna do seu GT, junto com dois GT40 históricos, um Mk 1 e um Mk 3. Em 2006, a marca celebrou os 50 anos da sua vitória reunindo os três GT40 famosos do pódio de 1966. 


O ano de 2008 marcou o renascimento da “Ecurie Ford France”, que despontou no automobilismo da França durante os anos 1970 e 1980. Para essa ocasião, o Ford T Montier de 1923 foi totalmente restaurado e participou da corrida junto com um Capri 2600 RS de 1973.


A “Ecurie Ford France” atraiu a atenção novamente em 2010, quando o Ford T Montier retornou à corrida e o público pode ver cinco Focus RS especialmente preparados, cada um pintado nas cores de um Ford famoso que competiu nas 24 Horas de Le Mans.


Fonte: Imprensa Ford

Copa Troller registra recorde de pilotos estreantes em Minas Gerais




A Copa Troller conta também com as categorias Master, Graduados e Turismo, além da Passeio. (foto: Doni Castilho)

A cidade de Caeté, Minas Gerais, recebeu nos dias 14 e 15 de julho a segunda etapa da Copa Troller no Sudeste, com número recorde de participantes e crescimento principalmente no número de pilotos estreantes, o que mostra a força do principal rali de regularidade do Brasil. A categoria de entrada Expedition, que não exige filiação à Confederação Brasileira de Automobilismo (CBA) para competir, contou com 68 carros no grid.


“O crescimento da categoria Expedition significa que novos competidores estão chegando para a Copa Troller e isso é muito importante para a marca”, diz Carla Freire, supervisora de Marketing da Troller. “Ela dá aos proprietários do Troller T4 a oportunidade de participar de um rali de regularidade, sem exigir experiência. Na noite antes da corrida eles recebem uma aula com instruções de pilotagem, segurança e navegação e seguem para as trilhas pela manhã.”


A Copa Troller conta também com as categorias Master, Graduados e Turismo, além da Passeio, em que não há contagem de pontos nem competição. O roteiro da prova incluiu trilhas de terra de Caeté até a Estrada Real, caminho histórico criado pela Coroa Portuguesa para fiscalizar a circulação de riquezas como ouro e diamantes entre as cidades de Minas Gerais e o litoral do Rio de Janeiro. 
A Copa Troller no Sudeste teve  número recorde de participantes. (foto: Doni Castilho)


“Foi uma prova excelente, com boa velocidade e visuais fantásticos”, comemorou Paulo Meneghel, vencedor da categoria Expedition junto com o navegador Jonatas de Souza. “Esta é a segunda vez que competimos e vencer é um grande estímulo para participar das próximas etapas.” 


Além das emoções naturais de um rali, a preocupação de oferecer um roteiro agradável, com paisagens bonitas e um ambiente propício à confraternização faz parte de todas as provas da Copa Troller. A próxima etapa do campeonato Sudeste será no Espírito Santo, dia 15 de setembro. 


O roteiro da prova incluiu trilhas de terra de Caeté até a Estrada Real. (foto: Doni Castilho)
“O campeonato está muito disputado e todos estão elogiando as provas. Isso nos dá muita motivação para criar ralis cada vez melhores e será nosso foco no Espírito Santo”, diz Deco Muniz, diretor de prova da Copa Troller. 


Conheça os vencedores da etapa de Minas Gerais:
Categoria Master
1º) Flávio Roberto Kath/ Rafain Walendowsky 
2º) Eduardo Moser/ Cláudio Roberto Flores
3º) Hamilton dos Santos Medeiros / Théo Augusto Guardiano 
4º) Oscar José Schmidt / Gustavo Schmidt 
5º) Otávio Enz Marreco/ Allan Enz


Categoria Graduados
1º) André Pereira de Queiroz/ Ronaldo Willian Rodrigues dos Santos
2º) Paulo Roberto  de Góes/ Luís Carlos Zanotti 
3º) Agnaldo Reis/ Dézinho
4º) Osni Izidoro Casas/ Rodrigo Borges 
5º) Fillipe de Castro Fonseca/ Luiz Fernando Pugliese


Categoria Turismo
1º) Agripino Elias Gomes de Araújo/ Isac da Silva Pinto
2º) Celso Watashi/ Hélio Watashi 
3º) Walter Luiz Kuster/ Lucas Costa Kuster 
4º) Paulo Tegon/ André de Palma Tegon 
5º) Rafael Martin Benavides/ Marcelo Cordeiro Perez


Categoria Expedition
1º) Paulo Rimbano Meneghel/ Jonatas Bernhard de Souza
2º) Eduardo Trindade Farhat / Cesar Augusto Valério Silva Pereira
3º) Valdemar Flávio Sanfins/ Liliane Suppioni Sanfins 
4º) Rafael Gouveia Guimarães/ Otávio Romano do Nascimento
5º) Marcos Cesar de Jesus Carvalho/ Helen Miranda Moura Carvalho

Fonte: Imprensa Troller




segunda-feira, 23 de julho de 2012

Gol e Voyage adotam design mundial da marca


Nova frente do Gol chama atenção entre as mudanças

Helder Lima

O Gol e o Voyage ganharam o design mundial da marca alemã na versão 2013, apresentada nesta semana à imprensa. Os veículos mais populares da Volks também trazem uma evolução em sua motorização 1.0 e novos equipamentos de série. 

Faróis mais afilados e com contorno definido
chamam a atenção do consumidor
Os modelos começam a ser vendidos no fim deste mês. O Gol tem preço a partir de R$ 27.990 e o Voyage, de R$ 29.990.

Na estética, a principal mudança está na frente, com elementos, leia-se faróis, mais expressivos. O acabamento é reforçado pela combinação de componentes cromados e em preto brilhante. 

Elementos cromados melhoram o acabamento do interior do compacto
As lanternas traseiras também estão maiores, com uma nova forma e mais eficientes em aerodinâmica. Outra novidade é a inclusão dos retrorrefletores na parte inferior do para-choque traseiro. O Voyage passa a ser equipado com lanterna dupla, parte fixada na tampa traseira, parte localizada na lateral da carroceria

Conjunto de lanternas mais amplas
e modernas valoriza traseira do Voyage
Desde as versões de entrada, com os motores 1.0 e 1.6 até as configurações topo de linha (Gol Power e Voyage Comfortline), fazem parte da lista de série itens como vidros dianteiros com acionamento elétrico, travamento central e abertura interna da tampa do porta-malas. O Gol traz ainda limpador, lavador e desembaçador do vidro traseiro com temporizador.

No interior, as linhas do painel foram valorizadas, com trabalho especial nas saídas de ar, que têm regulagem milimétrica e novo visual. As quatro saídas de ar contam com um elegante aro cromado central, típico em veículos concorrentes. 
Os veículos também receberam nova arquitetura eletrônica

O instrumento combinado ganhou iluminação de LEDs em branco. Toda a iluminação do console passa a ser em vermelho, inclusive o visor (display) central.

Propulsor 1.0 ganha mais eficiência
O Gol e o Voyage estreiam a nova geração de motores 1.0, da família EA111. O novo propulsor traz a denominação TEC (Tecnologia para Economia de Combustível), com melhorias de torque em baixas rotações, proporcionando maior conforto ao dirigir, economia de combustível e redução de emissões de CO2. 

O motor TEC foi desenvolvido inicialmente como um dos principais recursos do Gol com o pacote BlueMotion Technology e tem o benefício de economia de combustível que chega a até 4%, em relação ao motor 1.0 VHT. O motor TEC é Total Flex: pode ser abastecido com etanol, gasolina ou a mistura dos dois combustíveis em qualquer proporção. 

Quando está abastecido com etanol, a potência do motor TEC é de 76 cv a 5.250 rpm e o torque é de 10,6 kgfm a 3.850 rpm. Quando está abastecido com gasolina, a potência é de 72 cv a 5.250 rpm e o torque é de 9,7 kgfm a 3.850 rpm.

Arquitetura eletrônica é renovada
Os veículos também receberam nova arquitetura eletrônica, recurso que possibilitou a instalação de equipamentos como o ‘Comfort Blinker’, item que possibilita que o motorista, com um leve toque na alavanca de seta, indique a direção que pretende ir, sem necessariamente acionar a alavanca de seta completamente. 

Outro benefício da nova arquitetura é a inclusão do sistema ESS (Emergency Stop Signal ou Sinal de Frenagem de Emergência), herdado dos veículos alemães mais sofisticados do mercado. O ESS funciona como um alerta para evitar colisões traseiras.

Caso o motorista pressione o pedal de freio de forma acentuada, mantendo uma frenagem mais consistente, o sistema de segurança aciona as luzes traseiras de frenagem de forma intermitente. Após essa frenagem, com o veículo em estado estático, as luzes de freio param de piscar e o ESS aciona as luzes de pisca-alerta, indicando que o veículo parou.

Honda renova visual da aventureira NXR 150


Modelo de entrada entre as off-road tem preço a partir de R$ 8.640

Helder Lima

A Honda está lançando a NXR 150 Bros na versão 2013, que estará disponível na rede de concessionárias a partir de setembro.

Traseira recebeu uma nova lâmpada na lanterna
O modelo mantém a tecnologia Flex e apresenta novo design, mais moderno e robusto. A carenagem foi reformulada, e a parte frontal recebeu novo conjunto de farol.

Já a traseira, recebeu uma nova lâmpada na lanterna. Destaque também para os novos pneus de uso misto, que garantem agilidade à NXR 150 Bros, que será comercializada em duas versões: ES (partida elétrica, por R$ 8.640) e ESD (partida elétrica e freio dianteiro a disco, por R$ 8.990).

A motocicleta atua como porta de entrada para a categoria das off-road e se destaca pelo motor OHC (Over Head Camshaft), de 149,2 cm3, quatro tempos, monocilíndrico e arrefecido a ar.

A configuração é resistente, durável e oferece rendimento em baixas e média rotações, gerando potência máxima de 13,8 cv a 8.000 rpm abastecido com gasolina, e 14 cv a 8.000 rpm quando estiver com álcool. Já o torque máximo atinge 1,39 kgfm a 6.000 rpm com gasolina, e 1,53 kgfm a 6.000 rpm com álcool.

O modelo é alimentado por sistema de injeção eletrônica PGM-FI (Programmed Fuel Injection), que proporciona funcionamento uniforme, acelerações progressivas e lineares, respostas imediatas e comando do acelerador mais suave e confortável.

Possui ainda balancis e comando de válvulas roletados, que asseguram menor atrito entre os componentes internos. Além disso, para reduzir vibrações, há um balanceiro na parte inferior do bloco do motor, que gera movimento oposto ao virabrequim. O jato de óleo na parte interna do pistão reduz o aquecimento e o desgaste.

Audi amplia família do modelo A5 com versão Cabriolet

Carro tem tecnologia de tração integral e sistema que recupera a energia cinética
Helder Lima



O modelo Cabriolet (conversível) de quatro lugares da Audi, assim como outros Audi A5 lançados no mercado brasileiro (Sportback e Coupé), também ficou mais elegante e refinado após a última atualização. O carro está sendo lançado no mercado brasileiro por R$ 229.700.
Modelo traz sistema automático para
acionar a capota: operação leva 15 segundos


Seguindo o padrão dos outros modelos conversíveis da marca, o novo A5 Cabriolet vem equipado com uma capota de tecido automática. São necessários apenas 15 segundos para abrir ou fechar o equipamento, mesmo com o carro em movimento, a uma velocidade de até 50 km/hora. 


O teto tem uma camada isolante que reduz o ruído para aumentar o conforto interno. Quando aberta, a capota dobra-se em um pequeno pacote que deixa 320 litros de capacidade de bagagem no porta-malas – sem a capota, a capacidade sobe para 380 litros. 
O câmbio é automático de sete velocidades


O A5 Cabriolet tem um defletor de vento integrado na estrutura do para-brisa, que melhora o nível de ruído interno com a função de fazer o ar passar por cima do habitáculo e outro entre os assentos dianteiros e traseiros para redução do fluxo do retorno do vento. 


Elementos de reforço integrados na carroceria do conversível de quatro lugares atuam para compensar a falta de um teto rígido. Airbags laterais e chapas de alumínio, colocadas de forma a proteger os ocupantes em caso de acidente ou capotamento, completam o pacote de segurança. 


O carro tem entre-eixos de 2.751 mm e peso de 1.735 kg. O modelo apresenta dianteira agressiva e linhas horizontais na traseira que enfatizam a esportividade. 


Os faróis bixenônio, com faixa de LED, e as lanternas traseiras completam o visual moderno.


 Defletor de vento integrado na estrutura
do para-brisa melhora o nível de ruído interno
 
Propulsor desenvolve potência de 211 cavalos

O modelo vem equipado com motor 2.0 TFSI, de quatro cilindros com turbo e 1.984 cm3 de cilindrada, que gera 211 cv de potência máxima, entre 4.300 e 6.000 rpm. O torque máximo é de 35 kgfm, disponível entre 1.500 e 4.200 rpm. O câmbio é automático de sete velocidades.


Entre os destaques de tecnologia está o sistema AVS (Audi Valvelift System) que varia a abertura e fechamento das válvulas do motor, alterando o desempenho em baixas e altas rotações. 


O modelo também utiliza o sistema KERS de recuperação de energia cinética, aumentando a eficiência no consumo de combustível. A velocidade máxima é de 238 km/hora e a aceleração de zero a 100 km/hora é feita em 7,3 segundos. 


domingo, 15 de julho de 2012

Os caminhões do futuro de Luigi Colani


Conceito arredondado é a proposta para o caminhão do futuro

Com seus projetos originais, que estabeleceram normas revolucionárias, Luigi Colani, um designer suíço-alemão lendário, apresenta seus conceitos arredondados que, segundo ele, são ergonomicamente superior aos modelos tradicionais. O arrojo de suas criações é notório.

Primeiro projeto de Luigi Colani em 1978
O primeiro "Colani Truck" apareceu no final dos anos oitenta para caminhões da Mercedes, e diversas variações foram feitas desde então.

Em 2002 desenvolveu o Colani Space Truck em parceria com a Mercedes, quebrando o recorde mundial com a redução de 35%  de consumo de combustível devido à aerodinâmica aplicada ao caminhão.














sábado, 14 de julho de 2012

CBR 1000RR fica mais forte com nova injeção


Superesportiva comemora 20 anos de presença no mercado com a nova versão
Helder Lima


A Honda anunciou nesta semana o lançamento no País da versão 2012 da motocicleta superesportiva CBR 1000RR Fireblade, que traz como principal novidade o novo mapeamento da injeção de combustível. O recurso permite melhor desempenho do motor em baixas e médias rotações.


Esse lançamento tem um sabor especial para a montadora já que o modelo está completando duas décadas de presença no mercado brasileiro – a primeira CBR Fireblade, na época com motor de 900 cilindradas, chegou aqui em 1992.


Importada do Japão, a CBR 1000RR Fireblade recebe nova carenagem e conjunto ótico. Suas linhas estão marcantes, melhorando a aerodinâmica. É também destaque o painel de instrumentos digital e design moderno.


O desempenho da motocicleta é garantido pelo motor com duplo comando de válvulas (DOHC – Double Over Head Camshaft). Esse propulsor tem quatro cilindros em linha, 999,8 cm3, 16 válvulas, arrefecimento líquido e alimentação por injeção eletrônica. Com isso, gera potência máxima de 178,1 cv a 12.000 rpm, e torque de 11,4 kgfm a 8.500 rpm.


O sistema de suspensão também recebeu modificações, visando garantir um melhor comportamento da motocicleta. A dianteira utiliza garfo telescópico invertido com curso de 120 mm, e conta com sistema que oferece amortecimento mais suave sem comprometer a esportividade.


Já a traseira traz suspensão Pro-link e conta com o amortecedor especial que consiste em um sistema duplo tubular: o corpo do amortecedor e um cilindro interno. Isso resulta em um comportamento mais progressivo com melhor aderência do pneu traseiro ao asfalto e melhor tração.


Freios ABS
A moto conta com duas versões, uma standard e outra com freios ABS, e está disponível nas cores vermelha, preta e branca (apenas STD). O modelo começa a ser vendido nas concessionárias da marca a partir deste mês. Seu preço público sugerido é de R$ 56.900, para a versão standard, e R$ 62.900, com freios ABS. Os valores têm como base o estado de São Paulo, e não incluem despesas com frete e seguro. A garantia é de um ano sem limite de quilometragem.


Honda Biz retoma propulsor de 100 cilindradas


Honda Biz retomou a configuração original de seu propulsor com 100 cilindradas na nova versão da linha 2013

Helder Lima


Depois de evoluir e ganhar motor de 125 cilindradas, com injeção eletrônica e sistema flex, a pequena moto Honda Biz retomou a configuração original de seu propulsor, com 100 cilindradas, na nova versão de entrada da linha 2013, anunciada pela marca japonesa.


Biz de 100 cilindradas nas cores vermelha, preta e rosa metálica
Produzido em Manaus (AM), o modelo é equipado com motor OHC (Over Head Camshaft), quatro tempos e arrefecido a ar. Com 97,1 cm3, o propulsor gera respostas rápidas e bom desempenho, alcançando potência máxima de 6,43 cv a 7.000 rpm, e torque de 0,71 kgfm a 4.000 rpm.


Disponível nas cores preta, vermelha (versões KS e ES) e rosa metálico (apenas versão ES), a Biz 100 2013 tem previsão de vendas com mais de 40 mil unidades em 2012. Seu preço público sugerido é de R$ 4.710 para versão KS, e R$ 5.290 para versão ES.